Segunda, 15 de Julho de 2024
19°C 35°C
Palmas, TO
Publicidade

Paraná articula parceria com Banco Mundial para impulsionar agricultura familiar

Programa de Desenvolvimento Socioeconômico da Agricultura Familiar do Paraná busca inovação e sustentabilidade

10/04/2024 às 07h00 Atualizada em 10/04/2024 às 12h39
Por: Redação Fonte: Redação
Compartilhe:
Reunião entre representantes do Paraná e do Banco Mundial visa impulsionar a agricultura familiar no estado
Reunião entre representantes do Paraná e do Banco Mundial visa impulsionar a agricultura familiar no estado

Reunião promovida pelo Sistema Estadual da Agricultura (Seagri) com representantes do Banco Mundial, tanto internacionais quanto nacionais, visando estabelecer uma parceria para a implementação do Programa de Desenvolvimento Socioeconômico da Agricultura Familiar do Paraná. O foco dessa iniciativa é desenvolver projetos que incorporem inovação e sustentabilidade, aumentem a competitividade e promovam a inclusão social no meio rural, beneficiando agricultores familiares e comunidades em situação de vulnerabilidade.

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, destacou a importância das parcerias com o Banco Mundial para o desenvolvimento da agropecuária no estado. Ele ressaltou que muitos avanços já foram alcançados por meio dessas colaborações e enfatizou o compromisso em buscar mais recursos para atender de forma mais eficaz os agricultores familiares. Ortigara também ressaltou a necessidade de investimentos qualificados, especialmente em municípios com Índice de Desenvolvimento Humano abaixo da média, visando impulsionar o crescimento econômico e social nessas regiões.

O programa em parceria com o Banco Mundial prevê um investimento significativo de cerca de R$ 550 milhões, destinados a diversas iniciativas voltadas para o desenvolvimento socioeconômico da agricultura familiar no Paraná. O próximo passo será formalizar o programa junto ao Banco Mundial para dar início à análise e implementação das propostas.

Continua após a publicidade

Uma das principais metas do programa é fortalecer a competitividade da economia rural no estado. Para isso, estão previstas ações como a assessoria e regularização de pelo menos 600 agroindústrias familiares, visando a expansão em 20% do faturamento dessas agroindústrias e pequenas cooperativas. Além disso, o programa irá oferecer suporte para a implementação de 4 mil projetos liderados por jovens e mulheres, além de promover um aumento em 30% no número de produtores orgânicos certificados, um setor em que o Paraná se destaca como referência nacional. Essas iniciativas visam impulsionar o desenvolvimento econômico e social das comunidades rurais, contribuindo para a sustentabilidade e a inclusão no campo.

Além das iniciativas mencionadas anteriormente, o programa também tem como objetivo atender outras demandas essenciais para o desenvolvimento sustentável das áreas rurais no Paraná. Está previsto o atendimento de 10 mil famílias em situação de vulnerabilidade social, proporcionando-lhes acesso a políticas públicas que visam melhorar suas condições de vida. Outro aspecto importante é o investimento em saneamento básico e habitação rural, beneficiando 5 mil famílias e contribuindo para melhorar a qualidade de vida e saúde nas comunidades do campo.

Adicionalmente, o programa contempla a regularização fundiária de 12 mil estabelecimentos, garantindo segurança jurídica e acesso à terra para agricultores familiares. Também está prevista a extensão rural e assistência social para 10 mil famílias em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e para povos e comunidades tradicionais, promovendo a inclusão social e o fortalecimento das atividades produtivas nessas regiões. Essas medidas visam promover um desenvolvimento mais equitativo e sustentável no meio rural paranaense, contribuindo para a redução das desigualdades e o fortalecimento da agricultura familiar.

Continua após a publicidade

O aprimoramento dos serviços e dos recursos oferecidos pelo Sistema Estadual da Agricultura (Seagri) é uma parte crucial do programa, visando garantir que os benefícios cheguem de forma mais eficiente e eficaz aos produtores rurais do Paraná. Essa iniciativa é fundamental para otimizar o funcionamento do sistema e facilitar o acesso dos agricultores aos recursos e assistência necessários para o desenvolvimento de suas atividades.

Diego Arias, gerente de Agricultura e Alimentos do Departamento de Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial para a América Latina e Caribe, ressaltou que a atuação da instituição está centrada na promoção da saúde econômica, ambiental e humana. Ele destacou que, inicialmente, as propostas apresentadas estão alinhadas com os objetivos do Banco Mundial, o que demonstra um potencial significativo para impactar positivamente a agricultura familiar e o desenvolvimento socioeconômico no estado do Paraná.

Da redação Ponto Notícia Curitiba l Com informação AEN/PR

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Palmas, TO
29°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 35°

28° Sensação
4.63km/h Vento
35% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h31 Nascer do sol
06h06 Pôr do sol
Ter 35° 20°
Qua 35° 22°
Qui 36° 21°
Sex 37° 22°
Sáb 37° 22°
Atualizado às 12h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,22%
Euro
R$ 5,93 +0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,02%
Bitcoin
R$ 366,619,99 +10,36%
Ibovespa
129,365,84 pts 0.36%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias